26/01/2021 às 09:04, Atualizado em 26/01/2021 às 17:50

Com novas doses, Saúde deve imunizar 100% dos trabalhadores da área nesta semana

Batayporã recebeu 50 unidades da vacina AstraZeneca; estratégia de vacinação corresponde à resolução da SES-MS

Cb image default
Prefeito Germino Roz recebeu novo lote de vacinas diretamente da Polícia Militar. Foto: Jeferson Souza.

Após receber mais 50 doses da vacina contra o novo Coronavírus na última segunda-feira (25), Batayporã segue para a conclusão da imunização de todos os profissionais atuantes na área da Saúde. O imunizante Astrazeneca, encaminhado pela Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso do Sul (SES-MS) garantiu a conclusão da meta iniciada na semana passada, quando o município recebeu 198 doses da vacina CoronaVac, distribuídas entre os profissionais da rede pública e os idosos residentes no Lar Santo Antônio.

A estratégia corresponde à resolução n.04 da SES-MS publicada em diário oficial na mesma data juntamente com a planilha de distribuição para cada cidade. Conforme trecho do documento, “estas doses são exclusivas para trabalhadores de saúde, em que se recomenda inicialmente aos de mais idade que atendem pacientes COVID-19.”

Ao todo, 149 pessoas serão vacinadas nesta primeira fase da campanha. Até o momento, 92 doses já foram ministradas. Diferentemente da vacina CoronaVac, a Astrazeneca não teve doses reservadas para segunda aplicação, isto porque o imunizante tem um intervalo maior para reforço.

A campanha segue as prescrições do Ministério da Saúde, que priorizou os profissionais atuantes na linha de frente contra a Covid-19 e idosos moradores de instituições de longa permanência. “Assim que concluirmos a vacinação dos nossos profissionais, iremos prosseguir para a segunda fase, que é a imunização dos nossos idosos de 75 anos ou mais”, esclareceu o prefeito Germino Roz (PSDB).

Distribuição

Segundo a secretária municipal de Saúde, Letícia Sanches, foi possível adequar a quantidade de doses recebidas à totalidade dos trabalhadores a partir da distribuição precisa dos imunizantes e do respeito às orientações de público-alvo. “É importante salientar que há muita seriedade na ministração dessas vacinas. Nossa equipe tem se dedicado em fazer um remanejamento cuidadoso, sem furar filas e consciente das prioridades”, detalhou a gestora.

Por enquanto, já foi possível vacinar 14 técnicos de enfermagem; nove enfermeiras; oito recepcionistas, sete servidores de higienização; sete agentes comunitários de saúde; quatro auxiliares de dentista; cinco dentistas, três profissionais de Vigilância Sanitária; quatro médicos; um fonoaudiólogo; cinco motoristas; 15 idosos institucionalizados e 10 profissionais de instituição de longa permanência. Por motivos de liberação médica, alguns profissionais ainda aguardam a imunização.

De acordo com o Ministério da Saúde, pessoas a partir de 18 anos, com deficiência institucionalizadas e população indígena que vive em terras indígenas também estão aptas a receber a vacina nesta  fase da campanha. 

Confira na íntegra resolução da SES e tabela de distribuição das vacinas em cada município:

Res. CIB.SES Vacina 2021
baixar