27/01/2021 às 16:25, Atualizado em 27/01/2021 às 10:47

Prefeitura discute reativação de frigorífico em Batayporã

Empresários elencaram detalhes sobre processo de conclusão de reforma junto ao prefeito Germino Roz

Cb image default
Unidade deverá abater 1200 bovinos por dia. Foto: Assessoria de Imprensa Prefeitura Municipal de Batayporã.

Próxima de ser concluída, a reativação da planta frigorífica pela Comanche em Batayporã foi pauta de reunião do prefeito Germino Roz (PSDB) com os empresários Rogério e Roberto Capuci. A reforma das instalações está na fase final e a perspectiva de retomada das atividades é para o ano de 2021 se não houver imprevistos.

“Está tudo encaminhado. Na verdade, havíamos nos programado para operar em outubro do ano passado. Nosso problema é a crise econômica devido à pandemia, tanto nas questões de fornecimento quanto de liberação de licenças. Com o home office, as coisas estão mais lentas”, explicou Rogério Capuci.

Ainda de acordo com o empresário, a retomada parcial das atividades do frigorífico vai demandar inicialmente cerca de 500 empregos diretos. “É o mínimo para começarmos a operar”, acrescentou. A capacidade de abate está calculada em 1200 bovinos por dia. 

Após cinco anos de fechamento com o fim das operações pelo Grupo Minerva Foods, a reabertura do frigorífico é vista com otimismo pelo prefeito Germino Roz. “Batayporã passou um período muito difícil e apoiamos as empresas que querem se instalar por aqui e contribuir com nossa economia. Temos urgência na geração de empregos”, analisou Germino.

Na ocasião, foram discutidos incentivos para a conclusão do processo de reativação da planta frigorífica, como a articulação pela celeridade dos trâmites burocráticos e benefícios fiscais. "Sei que esse é um interesse de toda a população. Agora vamos para uma fase de diálogo com a Câmara para estruturar o que o município pode oportunizar às indústrias que têm se fixado em Batayporã", concluiu o chefe do Executivo.